segunda-feira, 20 de abril de 2009

Instante

É difícil pensar que nada mais sou do que um mero instante. Um instante que explode nos mais variados sentimentos e emoções. Um instante que, curiosamente, tem vontade própria e às vezes, deixa-se levar tão facilmente... Mas, ainda sim, sou apenas um instante.
E eu vou embora assim, com a mesma rapidez em que chego. Afinal, sou como um passageiro que busca apenas mais um passo em sua jornada infinita.
Não importa o que eu lhe proporcionei e, se te magoei, peço desculpas! Pensando bem, você nem vai se lembrar mesmo... Ninguém nunca se lembra!
E agora, junto com o tempo, eu estou passando. Afinal, sou só mais um mero instante.

2 comentários:

laah disse...

todos nós somos instantes, sempre, mesmo que não para todos, ou tudo (?) sempre somo..

L is for luá disse...

me lembra um texto da Clarice Lispector, adorei *-*